Conheça 4 indicadores de desempenho de processos

Os objetivos planejados estão sendo alcançados dentro da sua empresa? Os projetos são entregues com qualidade e no prazo? Existem indicadores de desempenho de processos sendo utilizados? Se as respostas para essas perguntas forem não, a sua organização pode estar com sérias dificuldades para realizar as tarefas e consequentemente alcançar as metas estipuladas. A questão é: Quais os motivos para isso acontecer? Na maioria das vezes o problema está na ausência de processos, ou seja, não existem procedimentos claros a serem seguidos, o que ocasiona a falta de padrão, má execução e dificuldade para acompanhar o processo produtivo. Se existe um fluxo de trabalho definido e mesmo assim ocorrem todas essas falhas, o desvio pode estar na ausência de indicadores de desempenho de processos. Infográfico

Indicadores de desempenho de processos

Mensurar cada atividade de forma adequada é essencial para garantir o atingimento de metas e bom funcionamento da organização. Conheça alguns indicadores de desempenho de processos que podem ser utilizados.
  1. Indicador de produtividade
A produtividade ajuda a medir a capacidade de entrega da empresa com relação aos seus recursos. Podemos exemplificar com uma máquina antiga capaz de produzir 10 itens por hora e uma mais nova com capacidade de 30 itens por hora. Nesse caso, é possível verificar que se consegue aumentar a entrega utilizando um equipamento mais novo. Esse mesmo conceito é válido para mensurar a capacidade produtiva de cada funcionário. Leia também: Processos de uma empresa: Por que é importante fazer o mapeamento?
  1. Indicador de qualidade
Ele faz uma relação entre o que foi produzido e as peças que apresentaram defeito. Para entender melhor, suponha que sejam produzidos 1.000 itens, desses 7 apresentaram algum defeito ao final do processo e isso faz com que sejam considerados não conformes. Esses itens com problema indicam que o índice de qualidade é de 93%, sendo preciso estabelecer um patamar mínimo para considerar adequado. É muito importante fazer esse controle, pois, os consumidores não querem adquirir produtos com defeito e se isso acontecer pode causar uma imagem negativa da empresa. A qualidade pode ajudar controlar o desperdício, quanto maior a conformidade no processo produtivo menos material será descartado. Receba nossas dicas!
  1. Indicadores de lucratividade
Ele ajuda a entender qual o lucro que a empresa tem em relação ao que vende. Vamos supor que foram vendidos R$ 200 mil em mercadorias e o lucro foi de R$ 20 mil, ou seja, 10% do total. Com base nisso é possível saber se a empresa é viável financeiramente. Ela também auxilia quando são feitos ajustes nos processos, com base nos resultados dos lucros se tem conhecimento se a nova metodologia é mais vantajosa.

4. Indicador de eficácia

Ele faz a relação entre os resultados planejados e os obtidos. Conforme os números, é possível se a empresa está agindo de forma correta ao trabalhar os indicadores de desempenho de processos, o fluxo de produção, recursos e valores. Com base nele também é possível identificar se o planejamento está objetivando resultados possíveis de serem atingidos ou se trabalha com indicadores inviáveis de acordo com o que se tem. Existem muitos outros indicadores de desempenho de processos como de eficiência, capacidade, competitividade, etc. Cabe à empresa escolher os mais adequados para ajudar no controle produtivo e fazer o acompanhamento para que desvios sejam rapidamente detectados e corrigidos. Conheça nossos quadros de gestão!
Comentários
Whatsapp